UM ARTISTA PRECISA ESTAR SEMPRE PRONTO PARA RENOVAR SUA LINGUAGEM

Atualmente Jiddu Saldanha oferece oficinas de: Artes da Mímica e Teatro Físico, Contação de História, Direção Teatral, trabalhos com Cinema Digital além de shows, performances e espetáculos. CONSULTE-NOS www.jiddusaldanha.com.br

OBRIGADO POR ME PRESTIGIAR!

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Miquéias Paz, o Mímico de Brasília.


Miqueias faz parte dos mímicos da geração 80. Os mímicos que saíram pelo Brasil divulgando essa arte logo após o término da ditadura militar. Nomes de peso como Everton Ferre, Fernando Vieira, Alberto Gaus, Cleber França, Cleber Moura Fé, Lina do Carmo, Denise Namura e Miqueias Paz, só para citar alguns, fazem parte de uma geração intermediária e responsável por contribuir para que esta arte conquistasse o espaço merecido no cenário Brasileiro.
Meu primeiro contato com Miqueias Paz aconteceu por volta de 1988,quando meu mestre,  o mímico Everton Ferre,  mostrou o genial roteiro da pantomima “O Incêndio”, e que virou um dos meus principais “Cavalo de Batalha” durante os anos 90 e atualmente. O Incêndio é uma pantomima bem divulgada no Brasil e é interpretada por váiros mímicos, principalmente os da geração 90, dentre eles, Álvaro Assad e Marcio Moura que, posteriormente, desenvolveram grande pesquisa a partir deste quadro.
O Criador dessa história (O Incêndio) no Brasil foi Miquéias Paz. Falava-se muito de seu trabalho e todos os aprendizes que tinham contato com o mímico Everton Ferre queriam conhecer o incrível mímico de Brasília, sempre muito bem falado comentado e que fora criador da pantomima que sacode o público brasileiro a quase 3 décadas.


Com casa lotada, Miqueias é aplaudido de pé pelo público brasiliense
um reconhecimento merecido.
Miqueias, surpreendeu o Brasil mais uma vez, ao idealizar a primeira grande mostra de mímica com porte internacional, marcada pela presença de estrangeiros e brasileiros. A Primeira Mostra de Mímica de Brasília, trouxe novidades inéditas por aqui: A principal delas foi o alcance da mídia que deu cobertura nacional ao evento;  o segundo marco foi a ousadia na forma como o evento foi colocado perante a comunidade brasiliense e nacional, com uma forte mídia local e uma estratégia de marketing que elevou o status da nossa arte, retirando-a de uma “pecha alternativa” e colocando-a em contato com o grande público, tanto que a Sala Plínio Marcos, da Funarte em Brasília, lotou todos os dias em duas sessões diárias de QUINTA A DOMINGO.

O espetáculo "Retratos de Meu Brasil Brasileiro" é mais um achado dentro
do estilo própiro de Miqueias Paz.
Miqueias Paz abriu a Primeira Mostra Internacional de Mímica de Brasília o espetáculo “Retratos de meu Brasil Brasileiro” e mais uma vez surpreendeu com sua forma radical de fazer mímica e apontando, como já é sua marca, caminhos para a vanguarda dessa arte no Brasil. O espetáculo teve adesão absoluta do público que o aplaudiu de pé. Foram três pantomimas com roteiros bem amarrados e uma imensa exigência física em cena. Miqueias demonstrou o vigor de sua técnica e reinou no palco como um dos grandes mestres desta arte.
Quem viu, viu!

Um comentário:

  1. favor entre em contato pelo 61 81198754 para contratar seus serviços.Luisa

    ResponderExcluir